Você já ouviu falar em Comunicação Regionalizada? A estratégia não é uma criação de agora, mas tem sido cada vez mais adotada por agências de publicidade e propaganda para alcançar com precisão resultados para os seus clientes. Mas afinal, o que é a comunicação regionalizada e qual a importância de adotá-la? Trata-se de nada mais, nada menos do que segmentar o conteúdo a partir de um estudo de costumes de uma audiência por sua região.

Simplificando, a comunicação regionalizada leva em consideração as necessidades, cultura e perfil de uma determinada região para desenvolver com precisão a comunicação para ela. Dessa forma, passam a compreender a fundo qual a linguagem que precisarão utilizar para alcançar essa persona. O motivo pelo qual muitas empresas têm despertado para essa necessidade, inclui as mudanças que a nossa sociedade vem enfrentando nos últimos anos. Acreditar que se pode atingir, com uma mesma linguagem, diferentes regiões do país é ignorar a nossa diversidade cultural.

É por esse motivo que a comunicação regionalizada é uma realidade que precisa ser levada em consideração na hora de pensar em uma publicidade eficaz para o seu cliente. Caso contrário, o resultado pode variar entre ineficaz ou desastroso. Além disso, quem pensa e realiza comunicação não pode basear suas campanhas em estereótipos construídos socialmente e que não condizem com a realidade. E é aí que a regionalização é mais do que precisa! Se um grupo não se sente representado em uma peça publicitária que é difundida dizendo ser para ele, todo o esforço empregado foi vão.

Um exemplo que ainda está fresco na memória do público é uma campanha de lançamento do filme Deadpool (2016) em Salvador – BA, que trazia a frase “meu rei” na chamada convidativa para que os baianos assistissem ao filme. O problema é que essa expressão não é utilizada pelos baianos, apesar de ser erroneamente relacionada ao público em outros estados. Resultado? A peça acabou virando motivo de piada nas redes sociais. Percebe agora a importância da comunicação regionalizada? Basear campanhas e comportamentos a partir de achismos é um erro que não pode passar despercebido na publicidade.

Como a Comunicação Regionalizada auxilia uma campanha:

Você pode ainda estar em dúvida, por isso, trouxemos abaixo os principais pontos em que a comunicação regionalizada se diferencia. Eles podem ser muito válidos, principalmente se a sua empresa está pensando em expandir o negócio para outras localidades. Confira mais abaixo!

Identificação:

Relacionamento com o cliente é baseado em uma comunicação ajustada. Por sua vez, a comunicação precisa gerar engajamento e isso só é possível através da identificação. Um potencial cliente só irá interagir com uma marca, se a linguagem utilizada permitir com que ele se identifique ou se o produto lhe gerar a sensação de necessidade. Nesse ponto, a comunicação regionalizada busca entender a fundo um público, como citamos no início do conteúdo. Sendo assim, quanto mais se conhece as gírias, sotaque e hábitos de uma determinada região, maiores serão são as chances de produzir algo que gere identificação nesse público. Através da comunicação regionalizada, busca-se ir além do que parece obvio, já que, até mesmo o obvio, precisa ser dito e questionado.

Aproximação:

A comunicação regionalizada também permite com que a aproximação com o público seja mais eficaz. Hoje em dia, o que desperta o interesse nas pessoas é quando as marcas conseguem tocá-las emocionalmente. Isso faz com que esses potenciais clientes criem laços afetivos com a marca. E quando se fala em relacionamento, tudo o que mais se deseja com uma campanha é, justamente, gerar esse reconhecimento e aproximação nas pessoas. Nada melhor do que, através de suas características regionais, trabalhar essa aproximação. Afinal, nada desperta mais as pessoas do que a noção de pertencimento e lembranças do seu lugar de convivência.

Resultado:

Não é difícil encontrar relatos de clientes que se decepcionaram com a ausência de resultados através da publicidade. A falta de atenção aos pequenos detalhes é o fator principal no final das contas. A comunicação regionalizada visa elaborar estratégias específicas com foco em favorecer resultados satisfatórios. Mas você dizer: “não é só a comunicação regionalizada que faz isso, qualquer campanha publicitária tem esse foco”. Bom, o que muda aqui é que a comunicação regionalizada não trabalha com base em um gosto comum nacional, mas regional. Então, se você quer fazer uma campanha para um novo restaurante no sul, mas é uma empresa do Rio de Janeiro, não vai adiantar pensar estratégias com base no público que você trabalha lá. As pessoas possuem hábitos diferentes a partir do lugar em que elas vivem, compreender esse cenário é fundamental para chegar nesse resultado!

Que tal investir mais na comunicação regionalizada e ter mais foco em suas estratégias de comunicação com seus potenciais clientes?