A produção de conteúdo é uma estratégia importante para alcançar resultados. Ela deve ser elaborada considerando o perfil do público. Entenda mais detalhes!

Sabia que é possível produzir conteúdos para atrair novos seguidores e também para quem já segue? Essa estratégia faz parte do Marketing de Conteúdo, usado por empresas que visam estreitar relacionamentos, fidelizar clientes e até conquistar novos leads. A ideia deste método não consiste em apenas produzir materiais para os canais de comunicação da empresa, mas requer também planejamento.

Promover conteúdos pensados para um determinado perfil de público, é uma dos requisitos que devem fazer parte do planejamento do Marketing de Conteúdo. Se um potencial consumidor não conhece a marca, por exemplo, é importante reforçar a originalidade e confiabilidade do que se vende. Entenda como atrair novos seguidores e elaborar posts para quem já segue.

 

O que é Marketing de Conteúdo?

O Marketing de Conteúdo remete a uma estratégia utilizada para conquistar diferentes propósitos, entre eles: engajar o público e aumentar o número de potenciais consumidores. Para isso, são produzidos conteúdos relevantes focados em responder o que o público procura. Portanto, o objetivo não é centralizado na venda, mas de ensinar ou transmitir informações pertinentes.

Diferentes canais podem ser usados para a distribuição dos conteúdos, mas o ideal é utilizar aquele em que o público-alvo está presente. Entre os locais para publicar os materiais estão as redes sociais. Essas plataformas permitem utilizar formatos diferentes como: vídeo, carrossel, post com gifs, lives, entrevistas e entre outros.

 

Funil de vendas:

Para entender a diferença entre produzir conteúdos para atrair novos seguidores e para quem já segue a empresa, é preciso conhecer o conceito de funil de vendas. Esse recurso é usado para acompanhar a jornada de compra do cliente, desde o primeiro contato com a empresa, até o fechamento do negócio.

 

O funil de vendas é constituído por três etapas:

Topo: fase onde as pessoas não têm compreensão da necessidade que possui e, por isso, não buscam serviços ou produtos para atendê-las. A partir disso, a empresa fornece conteúdos para ajudá-las a tomarem consciência do seu problema.

Meio: etapa onde os visitantes são convertidos em potenciais consumidores (leads). Nela, a pessoa já reconhece que tem um problema e busca soluções. Com isso, a empresa deve apresentar orientações capazes de auxiliar o lead.

Fundo: fase de decisão de compra. Nela, o lead já definiu que fará a aquisição para solucionar o seu problema e passa a realizar comparações disponíveis no mercado. Por isso, a empresa deve se apresentar como a melhor opção.

 

Vale ressaltar que diversas empresas adotam mais uma fase de funil de vendas com o objetivo de fidelizar os clientes. Essa etapa é chamada de funil de pós-vendas. Nela, as organizações buscam tornar o cliente um promotor da marca capaz de trazer novos clientes para a organização.

 

Produção de conteúdo:

Após entender o que é e quais são as etapas do funil de vendas, o passo seguinte é saber qual a diferença entre produzir materiais para quem já segue a empresa e para atrair novos seguidores. O marketing de conteúdo assume uma missão importante nesse trabalho que deve ser pensado considerando cada etapa do processo de vendas.

 

Para atrair novos seguidores:

Para atrair novos seguidores, o ideal é que a empresa promova conteúdos indicados para o topo de funil. Os materiais devem ser relevantes e capazes de despertar em quem visita o interesse de retornar ao perfil da empresa nas redes sociais. Entre os conteúdos que podem ser publicados estão posts informativos sobre um tema determinado.

 

Para “nutrir” quem já segue:

Ao considerar quem segue o perfil da empresa, é indicado produzir conteúdos que apresentem soluções para as suas necessidades. Podem ser produzidas publicações que estimulam a participação do público como, por exemplo: tutoriais e passo a passo, caixa de perguntas e depoimento de clientes.