É comum que no gerenciamento de redes sociais a busca por ganhar notoriedade do público e atrair seguidores, leve algumas empresas a aderirem a práticas que prometem melhora na visibilidade dos seus perfis. O que muitas não sabem é que a maioria dessas “receitas prontas” só prejudicam a originalidade e engajamento nas redes sociais da sua empresa na prática.

Se você já se viu bombardeado de dicas inovadoras para atrair seguidores quase que instantaneamente, fique alerta, pois muitas dessas práticas geram resultados apenas imediatos, mas não se sustentam a longo prazo e ainda podem acabar “manchando” a sua base de seguidores. O que isso quer dizer? Que a sua empresa pode acabar tendo um trabalho em dobro e não uma solução como esperava.

 

 

 

 

3 práticas para você abandonar de vez na atração de seguidores 

 

 

1 – Compra de seguidores:

 

Por mais que seja um assunto bastante discutido atualmente, várias empresas ainda caem na tentação da métrica da vaidade e apostam na automação nas redes sociais. Acreditando que apresentar uma grande base de seguidores é o principal fator para gerar notoriedade dentro das redes sociais. Esse engano faz com que as empresas acabem cedendo e pagando por combos de seguidores, com o intuito apenas de fazer a base crescer em menor tempo. 

Mas por que a compra de seguidores não é uma boa prática no gerenciamento de redes sociais? Porque ter diversos perfis, muitas vezes não-reais na sua conta não é garantia de conversão em vendas, muito menos de que sejam consumidores reais dos seus conteúdos. Os seus resultados sempre estará maquiados em números comprados

 

 

 

2 – Grupos de engajamento:

 

Em segundo lugar, e que também se tornou uma prática frequente, disfarçada de upgrade para engajamento, são os próprios grupos de engajamento. A ideia parece ser muito interessante: uma espécie de comunidade, na qual os perfis pertencentes trocam likes e comentários nas postagens uns dos outros. Não parece trazer malefício algum, não é verdade? Mas a realidade é que não há nada mais fake e desestimulante do que saber que os comentários nas postagens da sua empresa foram combinados previamente. Não há como gerar o sentimento de: “Ual! Meu conteúdo de fato tem ajudado alguém! 

Por isso, a sua empresa não deve levar em consideração grupos de engajamentos como ação estratégica para atrair mais seguidores para o perfil. As relações nas redes sociais entre marcas e clientes que dão certo e se tornam até mesmo um case para outras, normalmente, têm como base uma relação real, construída ao longo da caminhada da marca na rede. Não existe crescimento e reconhecimento de um dia para outro, tudo é gerado com paciência e muito trabalho diário! 

 

 

 

3 – Comentar em posts aleatórios:

 

Você já ouviu em vídeos e até mesmo conteúdo de dicas de gestão de redes sociais a instrução de comentar em posts de outros perfis simplesmente para ser notado. Essa terceira e última ação pode soar de forma fake e um tanto “pedinte” quando há uma distância do segmento com a sua marca, não existe ali uma abertura para um posicionamento da sua empresa ou até mesmo quando é realizado como meio de propaganda do seu negócio.

Qual o sentido de simplesmente deixar emoji de palmas na postagem de um outro perfil? Não é proibido interagir, contanto que seja com uma interação que some a postagem, que mostre que você não está ali apenas para roubar seguidores para o perfil da sua empresa. Fuja de toda e qualquer ação que seja forçada. Não há nada melhor do que um perfil original.  

 

 

 

Por fim, não adianta insistir em regras para a atração de seguidores. É necessário considerar que, se a sua empresa não pretende investir em publicidade nas redes sociais, terá que ter paciência no crescimento orgânico, ele não vai acontecer em poucos meses de gestão. É um trabalho de conquista, que requer testes, pesquisa e ações que respeitem o algoritmo, além de entregar um conteúdo de valor para a sua audiência.